Pra que tanto?

 Eu sei que a gente não vive sem. Mas não entendo por que viver em função dele como se fosse a única busca desta vida terrena. Essa impressão eu tive depois que vim morar no Japão. Não que no Brasil as pessoas não busquem dinheiro, mas aqui é fantástico como ele “distorce” o pensamento das pessoas e acaba-se esquecendo que “o tempo não para”, a convivência com os filhos, o amor da família, a companhia dos amigos… não voltam. A {Read More}