Ostra feliz não faz peróla – Por Rubem Alves

Rubem Alves é um dos maiores pensadores brasileiros na minha opinião. (E na de muita gente também)

Escreveu um artigo fantástico: “Sobre moluscos e homens”, que me foi apresentado pela primeira vez quando estava na faculdade, há anos atrás, por uma professora que costumava trazer textos e artigos que encontrava – na tentativa de colocar algo nos nossos miolos jovens ainda carentes de muitas coisas.. rs..

Na biblioteca, esses dias, por acaso encontrei um de seus títulos: “Ostra feliz não faz pérola”. Não hesitei. Levei pra casa.

Sem palavras pra descrever a doçura, genialidade e simpatia que encontrei naquelas páginas. Recomendádíssimo.

Não teve como não deixar um pedacinho aqui:

“Ostra feliz não faz pérola. A ostra para fazer uma pérola, precisa ter dentro de si um grão de areia que a faça sofrer.

Sofrendo, a ostra diz para si mesma: “Preciso envolver essa areia pontuda que me machuca com uma esfera lisa que lhe tire as pontas…” Ostras felizes não fazem pérolas… Pessoas felizes não sentem a necessidade de criar. O ator, criador, seja na ciência ou na arte, surge sempre de uma dor. Não é preciso que seja uma dor doída… Por vezes a dor aparece como aquela coceira que tem o nome de curiosidade. Este livro está cheio de areias pontudas que me machucaram.

Para me livrar da dor, escrevi.”

Esse é só um pedacinho de uma leitura deliciosa que iluminou  a minha semana. =)

Speak Your Mind

*