Pelo que há de bom em mim…

Não acho que tudo nesta vida passa.. Prefiro que as coisas boas fiquem. Mesmo que pra serem guardadas com carinho na parte boa das nossas lembranças. O que não foi felicidade, que seja usado como artifício de crescimento e maturidade, nunca rancor nem ressentimento; apesar de que tornar-se amargo é uma questão de escolha. Não é a minha…

Das muitas facetas do ser humano, algumas das quais já conheci, tirei alguma lição: É possível encarcerar um corpo mas nunca uma mente, uma alma ou um coração. Talvez esta seja uma artimanha que a vida encontrou de nos dar possibilidades de ultrapassar paredes, portas ou qualquer outra razão, das muitas que são usadas, pra privar o que há de mais importante nesta a vida: a própria vida. Bom, as razões podem ser inúmeras: chantagem, palavras duras, filhos, desculpas e até mesmo mentiras. Ah.. essas vêm em alegorias.. O engraçado é que mesmo disfarçadas pelo bolor do tempo não podem esconder-se para sempre, ou melhor.. desaparecer.

Agradeço a Deus por poder escolher. Agradeço por poder “ser” e isso já é o suficiente pra me fazer feliz. Muito feliz.

Dias atrás recebi um texto. Terminava com uma frase que me chamou a atenção por me lembrar de que ainda é tempo de buscar a nossa felicidade. Independente das circunstâncias:

Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo… Qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.

Felizmente.. essa foi a minha escolha também.

Speak Your Mind

*