Um dia só nosso…

 

Fazer aniversário é um fato bastante peculiar; é um emaranhado de sensações que se confundem a cada vez que a “conta aumenta”… rs… Vai-se esvaindo a invencibilidade, a coragem, a ousadia, a jovialidade (tão na moda hoje em dia)… Assim como tudo isso vai.. outras coisas vêm, como a sabedoria, alegrias e experiências vividas, a preocupação com a “gravidade” (essa é pra todos!) e as incertezas.

Nunca achei ruim fazer aniversário! (Já me disseram que depois dos trinta isso passa, com certeza… rs). Gosto de fazer aniversário e de saber que foi nesse dia, há anos atrás, que eu nasci, que meus pais me esperavam ansiosos e que recebi a graça da vida.

Pra cada um de nós esse é um dia único, por mais que pra todas as outras pessoas da face da terra não pareça ou represente um dia especial, lá dentro da gente há aquela luzinha brilhando nos dizendo que esse dia é diferente, bonito (por mais que o céu pareça despencar em água) e iluminado. Não importa se está só, em casa ou no trabalho. Aproveite o seu dia da maneira que puder, sinta, reflita, tire dele tudo de melhor, de mais gracioso e delicioso também.. (hoje pode!).

Não tive a oportunidade de sair hoje, nem de fazer bolo… a comemoração foi com uma piza do mercado mesmo e que a minha filhinha adora! Foi rapidinho antes que ela adormecesse, mas foi uma delícia. Ela ainda não sabe cantar parabéns mas me acompanhou com palminhas. Por mais simples que possa parecer já foi o suficiente pra ser especial, ao menos pra mim.

Speak Your Mind

*